Por volta dos seis meses de idade, os bebês já podem se manter sentados e em postura firme para comer. É também o momento em que eles começam a incluir alguns alimentos, como papinhas e frutas, em sua dieta. Por esse motivo, a cadeira de alimentação faz todo o sentido e parece essencial nesta fase da vida. Esses artigos facilitam na hora da alimentação e acabam se tornando aliados e um alívio para os pais.

Trata-se de móveis elevados que permitem que as crianças estejam na altura dos adultos. Desta forma, elas podem se sentar à mesa junto com os demais membros da família. Uma cadeira de alimentação é muito útil, sendo estável e segura. Navegue por este Guia com muitas dicas e informações sobre estas cadeiras de bebê para que você possa encontrar o modelo mais adequado.

O mais importante

  • As cadeiras de alimentação evolutivas são modelos muito interessantes, pois se adaptam ao crescimento da criança. Isso significa que eles duram mais tempo.
  • A segurança é um elemento chave quando se trata de falar sobre itens infantis. Verifique se a cadeira tem um suporte de proteção ou, pelo menos, um cinto de segurança que garanta o suporte ideal.
  • Uma cadeira com encosto reclinável acrescentará versatilidade ao modelo, já que não servirá apenas para o bebê comer nele, mas também para descanso ou tirar uma pequena soneca depois da refeição.

Ranking: As melhores cadeiras de alimentação do mercado

Aqui estão alguns dos melhores modelos de cadeira de alimentação disponíveis no mercado atualmente. Todos eles têm em comum o fato de serem totalmente seguros para as crianças, mantendo-as com costas direitas e eretas. Se chegou a hora do seu bebê começar a comer papinhas, mingau, purês e outros alimentos sólidos, consulte essas opções de cadeirinhas.

1º – Cadeira de alimentação Chicco Polly 2 em 1 Start

Com ajuste de altura, encosto reclinável, facilmente dobrável, esta cadeira de alimentação da Chicco é uma das mais elaboradas e completas do mercado. Para reforçar ainda mais a segurança, ela conta com cinto de cinco pontas e rodinhas com travas que mantém a cadeira ainda mais fixa ao solo.

A cadeirinha suporta até 15 kg e é indicada para bebês de até 3 anos de idade. A limpeza é fácil de ser feita em todas as partes, removíveis e ajustáveis, principalmente na bandeja com cantos arredondados que dificulta o acúmulo de alimentos. Prática, é de fácil fechamento e, quando fechada, ocupa pouco espaço.

2º – Cadeira de alimentação Burigotto Papa & Soneca

Este modelo de cadeira de alimentação da Burigotto segue a linha de cadeira alta, prática e segura. Segurança, aliás, é o forte desta cadeirinha, que conta com cinto de segurança de 5 pontos, com regulagem na altura dos ombros, suporte de retenção entre as pernas da criança e bandeja removível com travas de segurança laterais.

A estrutura tubular é projetada para maior estabilidade e o nome Papa & Soneca diz tudo, pois o encosto reclinável em três posições é ideal para o bebê descansar depois das refeições. O modelo suporta crianças de até 15 kg e o design traz estampas de monstrinhos coloridos.

3º – Cadeira de alimentação Pocket Snack Chicco

Praticidade e mobilidade são duas características importantes desta cadeira de alimentação que segue o modelo de assento elevatório. A cadeira é feita de plástico, bastante resistente, e é indicada para crianças de até 15 kg. Ela conta com três posições de ajuste de altura e acompanha o desenvolvimento do bebê.

Os cintos de segurança, além prender a criança à cadeirinha de alimentação, também prende à cadeirinha na cadeira onde ela estará posicionada, garantindo firmeza e tranquilidade. A bandeja é removível e uma alça de transporte facilita bastante o transporte e não dá dor de cabeça na hora de guardar a cadeirinha.

4º – Cadeira de alimentação Galzerano Premium

Esta cadeira de alimentação traz a palavra facilidade entre seus principais atributos. Isto porque ela é fácil de carregar, transportar, guardar e muito fácil de limpar. Ela conta com assento e encosto bastante confortáveis, com acolchoado em plástico que pode ser removido para a limpeza.

Extremamente leve, pesa apenas 5 kg e pode ser levada para qualquer lugar, pois a bandeja também é removível, além de contar com três posições de regulagem de altura. O cinto de segurança é de cinco pontas, suporta crianças de até 15 kg, mas não conta com suporte para os pés. O design é bastante moderno e colorido e a bandeja é musical.

5º – Cadeira de alimentação portátil Smart Cosco

Este é aquele modelo de cadeira de alimentação simples, acessível economicamente, mas nem por isso ineficaz. Muito pelo contrário. Feito em plástico, é bastante resistente e suporta crianças de até 23 kg. Portátil, é ideal para o transporte por ter fechamento compacto e estrutura leve.

Conta com um compartimento para guardar objetos como talheres, por exemplo. O assento tem 2 alturas que se regula facilmente por meio dos pés retráteis. O design é básico, com bandeja branca e base nas cores azul ou rosa.

Guia de Compras: O que você precisa saber sobre uma cadeira de alimentação

Antes de escolher uma cadeira de alimentação, é fundamental que você tenha claro quais são as principais características e aspectos destes itens infantis. Há um número consideravelmente alto de opções no mercado, portanto, você deve saber quais são suas necessidades específicas.

A seguir, trazemos as respostas para as dúvidas mais frequentes sobre as cadeiras de alimentação.

Mãe dando comida para o filho, que está em cadeira de alimentação.

Essas cadeiras são projetadas para estabelecer e incentivar nas crianças uma rotina de alimentação. (Fonte: Evgeny Atamanenko: 74497114 / 123rf.com)

Como saber que já é hora de usar uma cadeira de alimentação?

O momento de usar uma cadeira de alimentação varia de bebê para bebê, e depende muito do seu desenvolvimento evolutivo e tipo de alimentação. Nas primeiras semanas e meses de vida, as crianças só se alimentam de líquidos, especialmente leite materno, por isso o seio da mãe ou uma mamadeira é tudo o que elas precisam.

Ao chegar nos 6 meses de vida, os alimentos sólidos começam a ser adicionados à sua dieta. A introdução de papinhas e purê de frutas na dieta do bebê vai exigir que comece o hábito de se sentar para comer.

Neste momento, a cadeiras de alimentação entra em ação, item essencial para esse estágio de crescimento. Serão, de fato, móveis que facilitam a alimentação da criança, mas também favorecem sua autonomia na hora de comer.

Quais são as vantagens de utilizar uma cadeira de alimentação?

É possível que, a princípio, você não sinta que a cadeira de alimentação seja um item 100% necessário. No entanto, geralmente quando o bebê completa meio ano de vida, a cadeirinha vai se tornar parte essencial da sua sala de jantar.

Essas cadeiras são projetadas para estabelecer nas crianças uma rotina de alimentação. Graças a elas, os pequenos podem se sentar à mesa como qualquer adulto.

Por serem artigos estáveis ​​e totalmente seguros, você não precisará o tempo todo monitorando ou segurando a criança. Os bebês precisam de seu tempo para, além de comer, vivenciar toda aquela nova experiência de alimentação, enquanto você pode se dedicar a outros afazeres.

Além disso, como são cadeiras com uma certa altura, poupam suas costas e braços de dores e desconforto. Dependendo do modelo, podem ser úteis por alguns anos.

Asociação Espanhola de Pediatria

“Uma cadeira de alimentação segura deve ter um cinto e uma alça de fixação entre as pernas da criança, melhor ainda se for um cinto de cinco pontos. As cadeiras de alimentação em que a bandeja funciona como um cinto de proteção não são seguras.”

Por quanto tempo o bebê pode usar esse tipo de cadeira?

Sabemos que esses tipos de cadeiras são muito práticos para o momento exato em que o bebê começa a receber alimentos sólidos. A verdade é que a maioria dos modelos é adequada para os primeiros três anos.

Em geral, as cadeiras de alimentação suportam um peso de até 15 kg. Quando a criança atinge ou ultrapassa este peso, geralmente não necessitam mais das cadeirinhas, que cumpriram sua função.

Claro, no mercado também é possível encontrar modelos evolutivos que acompanham a criança em todo o seu crescimento. Isso significa que há assentos cujas partes são removíveis e permitem que sejam úteis para crianças até os 10 anos. Esses modelos podem ser menos econômicos, mas acabam compensando muito.

Bebê feliz em cadeira de alimentação.

As cadeiras de bebê são geralmente adequadas para crianças a partir dos 6 meses. (Fonte: Natalia Deriabina: 100136351 / 123rf.com)

Quais os elementos são indispensáveis ​​a uma cadeira de alimentação?

Cada cadeira de alimentação é um mundo à parte, mas o ideal é que não faltem certos elementos essenciais para garantir a máxima segurança e conforto da criança. Primeiro, verifique se o assento é acolchoado e confortável. Melhor ainda se ele for removível para movimentar, ajustar e lavar com mais facilidade.

Outro ponto crucial é que a cadeira tenha uma alça de fixação ou cinto de segurança para o máximo apoio. Um item que desejável é um “separador de pernas”, para que ele funcione como uma barreira para evitar que o bebê escorregue.

Também pode ser muito interessante que o modelo tenha um apoio para os pés, que pode ser ajustável, e uma bandeja removível. Desta forma, a limpeza será sempre facilitada. Por fim, a cadeira de alimentação deve ser firme, mas leve.

Critérios de Compra

O universo das cadeiras de alimentação pode ser bem variado, por isso você precisa considerar alguns detalhes e pontos fundamentais antes de fazer sua compra. Se você está procurando a melhor cadeira de alimentação e, acima de tudo, a que melhor atende às necessidades e interesses do seu bebê, considere e analise bem estes critérios de compra.

  • Tipologia
  • Idade de uso
  • Segurança
  • Material
  • Design e medidas

Tipologia

A primeira coisa a considerar é o tipo de cadeira de alimentação. Em primeiro lugar, podemos falar sobre os modelos clássicos. Além de dobráveis, eles geralmente contam com uma estrutura simples. Dependendo do modelo, é possível ajustar a altura e reclinar o assento.

Outra opção é optar por uma cadeira de alimentação evolutiva que vai se transformando e se adaptando de acordo com os diferentes estágios de crescimento da criança. Isto acontece devido às suas partes removíveis e ajustáveis.

Um modelo que é bastante usado e conhecido mundialmente são os adaptadores para cadeiras convencionais, que são portáteis. Há também cadeiras de alimentação muito práticas equipadas com rodinhas.

foco

Essas cadeirinhas são recomendadas quando a criança começa a ingerir alimentos sólidos, como frutas, papinhas e purês.

Idade de uso

É muito importante observar a idade de uso de todos os artigos infantis. Geralmente, uma cadeira de alimentação é adequada para crianças a partir de 6 meses, embora sua idade máxima possa variar bastante. Neste ponto, será necessário determinar o peso que cada cadeira pode suportar. A maioria dos modelos é geralmente adequada até os 3 anos de idade.

No entanto, existem cadeiras de alimentação que acompanham a criança até outras fases da vida, quando estão se tornando cada vez mais independentes. Você reconhecerá estes modelos porque são 100% ajustáveis ​​e seus componentes são removíveis.

Desta forma, o assento pode ser ajustado para diferentes alturas e a bandeja e o alça são removíveis. Em resumo, são modelos que acabam se transformando em cadeiras normais.

Segurança

Um fator essencial a ser avaliado sempre está relacionado à segurança. Quando falamos de crianças e especialmente bebês, é vital que essa questão seja uma prioridade. Um ponto crucial é certificar-se que a cadeira de alimentação esteja estável e firme no chão. Procure examinar também as especificações do modelo em relação ao peso máximo que suporta.

Menina comendo com garfo.

As cadeiras de alimentação suportam um peso de até 15 ou 20 kg. Também é possível encontrar modelos evolutivos que acompanhem a criança em todo o seu crescimento. (Fonte: Oksana Kuzmina: 36444911 / 123rf.com)

Além disso, não se esqueça de dar uma olhada na alça de fixação ou cinto de segurança que cada modelo traz. Os modelos mais avançados possuem cintos ou alças de cinco pontos, semelhante aos usados ​​pelos assentos de carro.

Estes itens garantem que o bebê esteja adequadamente firme na cadeira. Também é importante verificar se a base da cadeira tem algum material antiderrapante.

Material

O material desses itens é um aspecto que nem todo mundo repara. Nesse sentido, você tem várias possibilidades: madeira, metal ou plástico. A madeira é um dos materiais mais fortes encontrados no mercado. Sendo natural, é totalmente adequado para bebês. Ela também combina com qualquer estilo de casa.

Um material muito comum para a produção de uma cadeira de alimentação é o metal. Ele garante bastante força e resistência para este tipo de cadeiras. Os modelos feitos de alumínio costumam ser muito leves.

E por fim, você também irá encontrar no mercado as cadeiras de alimentação de plástico. Tanto o plástico como o metal são muito fáceis de limpar e dobrar, o que facilita os transportes.

Material Vantagens Desvantagens
Madeira Natural

Resistente

Maior durabilidade

Mais pesada
Metal Leve

Resistente

Fácil de limpar

Menos estéticas
Plástico Fácil de limpar

Mais econômico

Leve

Menor resistência

Design e medidas

Para finalizar, é essencial que você leve em consideração as dimensões do espaço que você tem na cozinha, sala de jantar ou no local onde pretende colocar a cadeira de alimentação. Naturalmente, avalie a possibilidade de cadeirinha portátil ser o modelo que mais se adapta às suas necessidades.

Neste ponto, observe o sistema de dobragem do modelo em questão. Inclusive, verifique se, após dobrada e desmontada, a cadeira cabe no porta-malas de seu carro.

Para as famílias que estão sempre na estrada, na casa de amigos ou parentes, é recomendado que tenha uma cadeira fácil de dobrar, aquelas que cabem praticamente em qualquer canto.

Quanto ao design, existem modelos para todos os gostos. Há alguns mais infantis, com desenhos de animais ou simpáticos personagens, ou mais normais, de uma única cor ou em tons neutros.

Resumo

Comprar uma boa cadeira de alimentação é sinônimo de tranquilidade e segurança. Estes artigos cumprem uma função excelente no dia a dia, facilitando a alimentação das crianças. É possível que, em um primeiro momento, você acabe não dando muita importância, mas pouco a pouco você se dá conta da enorme utilidade desse produto.

Tenha em mente que, dependendo do modelo selecionado, ele pode acompanhar o desenvolvimento do bebê mais do que você imagina. Há aqueles que preferem gastar um pouco mais agora, mas aproveitam a cadeirinha de alimentação por mais tempo. No final, a decisão é sua. Em qualquer caso, a chave é escolher uma cadeirinha que lhe deixe seguro e tranquilo de que o bebê está em boas mãos.

Se você gostou deste Guia de Compras, se nossas dicas e informações foram úteis e esclarecedoras, por favor, não esqueça de nos deixar um comentário e compartilhar este artigo com amigos e familiares nas redes sociais.

(Fonte da imagem destacada: Oksana Kuzmina: 25493860 / 123rf.com)

Avalie esse artigo

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
43 Voto(s), Média: 5,00 de 5
Loading...